terça-feira, 18 de março de 2008

Cinzas


Tombou a máscara dissimulada

Que usaste neste carnaval.

Rasteja infame!

O disfarce que nutriu tua hipocrisia,

Hoje desaba diante de minha alegria!

E ainda que te enfeites com ilusões,

Distinguirei teu desprezo, entre foliões.

8 comentários:

Pripa Pontes disse...

acho incrível a maneira em que relacionas figura e palavras, despertando sentidos!


Bjos, Fê!

Jens disse...

Hehehe...
A alegria é a melhor vingança.
Abraço.

MAO ] disse...

Puxa, conterrânea! Parece Augusto dos Anjos!

Lindo, lindo, lindo!

Beijos bons

M
A
O

Ricardo Rayol disse...

bateu bem onde dói, maravilhoso e fico feliz em ver teus escritos, espero que tenha retornado com força total.

Kazilar disse...

See here or here

adelaide amorim disse...

Forte, Fenanda! Gostei.
Beijo e boa semana.

Marcelo F. Carvalho disse...

Concordo com o mao: Augusto na veia!
Adorei!

Alex Sens disse...

Hum, já senti coisa assim. Alegria na cara do outro às vezes pode ser a pimenta dos olhos, né?

Mas vamos ter paz. haha.

Beijão!