quarta-feira, 24 de outubro de 2007

Metamorfoseada


Flagelo teu corpo

com os fios de meus cabelos

e amarro teus pulsos na língua

[de duas pontas]

que lanço em perigo


Serpente dissimulada,

pico essa carnadura

[alucinante]

destilando veneno

nos canais te rasgam


Paraliso teu querer

impedindo arroubos

ladrões de meu sono


Só de mau

chupo tua alma,

num beijo animal



Imagem: Giuliano S

23 comentários:

ACANTHA disse...

FERNANDA QUE LINDO!!!! Mas assustador...

Daniel9D disse...

"Metamorfoseada" para o prolongamento do prazer. (tenho que criar um blog... Cadê o tempo?) =*

Claudia Perotti disse...

Uauuuuuuuu
Fernanda do céu!
Teu texto é divino!

Beijinhosssss

benechaves disse...

Oi, querida: em 'eterno retorno' a imagem está simplesmente extra-sensual e teus versos, como sempre, fortes e arrojados. Exemplo disso: '... tripudio da eternidade/e vivo, de solidão'. E 'metamorfoseada' tem um arremate que delicia e, paradoxalmente, fere tb. Chupar a alma é cortante, hein? É um amor intrinsecaamente belo.

Beijos íntimos...

alex sens disse...

chupas a alma??? isso sim é uma imagem e tanto! adorei! e aquele piercing no seio na moça, hã? muito legal, as cores são atrevidas.

beijo beijo!

ro disse...

esse negócio de chupar a alma condena o chupador á insônia por toda a eternidade,tenho medo de vampiros. Beijo

Guto Melo disse...

Eu diria que é um beijo de escorpião.

Juliana Cintra disse...

Ui...

esse foi forte Fer...

bjux.

Jens disse...

Vampiresco, Fernanda, belamente vampiresco...

Márcio Hachmann disse...

Mulheres malvada costumam não. arrumar bons casamentos. Mas quem aqui está interessado em contratos dogmáticos. ;)

Moacy Cirne disse...

Jens e Acantha tudo disseram: belamente vampiresco, lindamente assustador. Mas uma pergunta, então, se faz necessária: como se dá esse "vampirismo assustador"? Através da concretude das palavras, claro. Mas o que está por trás dessas palavras, capaz de "chupar almas num beijo animal"? Eu ousaria dizer que o poema - este particular poema - começa pela (bela e expressiva) foto que, mais do que uma ilustração, reflete "vampirescamente" o não-dito do poema, apesar de todas as aparências (verbalizadas). Ou seja: seria o poema um auto-retrato "dissumulado"? Beijos.

Fernanda Passos disse...

Moacy:
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.......
Talvez.....quem sabe......acho que sei! Todo poema é um auto-retrato dissimulado ou escancarado.
Ou não?
Bjsssssssss

Marcelo F. Carvalho disse...

Cê anda ferina e deliciosamente magistral!
________________-
Abraço forte!

Pena disse...

Simpática Amiga:
Uma espectacular metamorfose de si.
Poderoso e intenso de palavras expressas com determinação.
Um querer visível de sentimento.
Encanto de mestria no sincero versejar.
Enorme poetisa. Escreve para elites porque constrói a sua delícia que é escutada só por alguns entendedores, mas o ritmo é perfeito. Ouve-se e distingue-se.
É isso que faz grandes pensadores(as).
Mensagem algo simulada e de difícil percepção que define um gigantesco talento que , penso, entender.
Beijinhos amigos de muita estima e consideração

pena

Erika disse...

minhanossa... que imagem forte.

beijos lindona

Naeno disse...

Linda a tua poesia. Poesia linda, a tua.

Um beijo na pele do teu coração

Naeno

Adão Flehr disse...

Fernanda,
Se a tua personagem está "metamorfoseada" em desejo, vc sempre está "metamoforseada" em poesia! Linda, como sempre!

Obrigado pela visita, pelas palavras, e prometo texto novo para o final de semana (quisera ter uma produção diária como você...)

beijos

Gustavo Chaves disse...

chupar a alma, genial essa imagem que você criou!

Bion disse...

Fê que maravilha!!! LIN-DO!

Ah, vim te avisar que saí do Orkut... probleminhas. rs...

Saudades, heim, querida, não some!

Beijão!

Pripa Pontes disse...

nossa fazia tempo que n passava por aqui...uma correria de vida
mas aqui estou para ler seus versos tão carregados de emoções...dessa vez tão bruscas e ferozes, mas ao mesmo tempo tão humanas.

[palmas]



Bjos.
P.S: tenho sentido falta de seus comentários no blog amador e no rotineiro..


:*

Natália Nunes disse...

Mudanças de cores por aqui :D

Essa coisa de chupar a alma me apetece, confesso.


Beijão!

Palavras de um mundo incerto disse...

Bah,
Um mistério ao terminar a leitura me tomou.

Bjo querida!!


Marcos Ster

Perfect Gentleman disse...

Em visitas esporádicas eu venho atormentar seus pesadelos, tirar o seu açucar, seu sol.

E o seu gosto é indefinível.

Mas uma única taça nunca será suficiente.