quinta-feira, 11 de outubro de 2007

Os versos que faço


Os versos que faço

germinam no limbo


: nascem verdes

como esperança


Os versos que faço

brotam do breu


: surgem brancos

ausência de sentir


Os versos que faço

expressam quereres


: aquarela que

tinge a inspiração


Os versos que faço

dizem tudo


: mostram nada

inspiração da

que escreve

os versos que faço.








Imagem: Raphael Lopez

13 comentários:

Ro Druhens disse...

vc que pensa!!!! beijo

Erika disse...

os versos que vc faz são lindos.

beijos Fe

(como tá seu filhote?)

Poliedro disse...

Simpática Amiga:
Penso que se rege por actos adornados e decorados numa teia maravilhosa do seu belo sentir.
Pinta quadros muito sensiveis e puros.
A sua pecularidade é visível e é decorada com imenso talento e arrojo surpreendentes.
Uma linda aguarela maravilhosa defeni-la-ia totalmente.
Encantador!
Beijos amigos de muito respeito e estima

pena

Marcelo Cantalice Dias disse...

Os versos que fazes são estimulos para outros versos!!!
Muito boa!!!
parabéns!!!
Beijo

Jens disse...

Vou lá, para continuar me deliciando com os versos que fazes.
Um beijo.

benechaves disse...

Oi,Fernanda: e 'quem me dera' um mundo assim, pelo avesso, vertical, sem ar, (des)contínuo...Em 'os versos que faço' vc mostra realmente como os queria. Dolorosos, amorosos, saborosos. E que se degusta com avidez, gulodice. Também com volúpia!

Um beijo voluptuoso...

Moacy Cirne disse...

Os versos feitos por você expressam poesia e germinam esperança. Beijos.

alex sens disse...

teus versos são cores voadoras, lânguidas asas de borboleta. e eu adoro todos.

meu beijo :)

Gustavo Chaves disse...

ótimos, ótimos versos!

Claudia Perotti disse...

São lindas cada uma de suas letrinhas!

Beijinhossssss

Herman disse...

olá!
muito bom este espaço, as imagens, e as poesias, é claro!
beijos e saúde!
www.poesiavertigem.blogspot.com

Adão Flehr disse...

Fernanda,

os versos que fazes são tão inspirados quanto inspiradores...
Brotam do teu
ser: pleno de sentir
germinam em nosso peito
e quedam vermelhos, sanguíneos, em êxtase...

Lindos os teus versos, até me excedi no comentário...
Bjs

ACANTHA disse...

Que lindo FERNANDA!!! Dá esta frase prá minha vida: "...surgem brancos ausência de sentir"?