quarta-feira, 31 de outubro de 2007

Auto-retrato




Do que escrevo:

resquícios do passado

quereres não realizados

saudade do que não foi.


No que escrevo:

verbo rasgado, tesão

fogo, paixão

intensidade assumida.


Como escrevo:

amargo na saliva

breu nos olhos verde-oliva

ar(dor) que fere.


Em tudo que escrevo:

alegria que irradia

metáforas, analogias

necessidade de falar.


Escrevo:

escancaro, abro

poema auto-retrato.




Imagem: Fernanda Passos


12 comentários:

ACANTHA disse...

E como você é linda no retrato...

Erika disse...

"Em tudo que escrevo:

alegria que irradia

metáforas, analogias

necessidade de falar.


Escrevo:

escancaro, abro

poema auto-retrato."

Gran Finale.. Perfeito.

Beijosss

Márcio Hachmann disse...

Adoro metalinguagem. Esclarece quase tudo.

Natália Nunes disse...

Fê, que lindos olhos vc tem!! :D


Essa coisa de escrever nos dá um poder de sermos maiores, prolongados, auto-compreensíveis; é nosso fio de Ariadne, que nos prenha de coragem para perambular pelo labirinto do peito...


E vc faz isso tão bem...


Beijão.

Delfim Peixoto disse...

E tudo isso inspira, respira, transpira você, poesia
abraço

Moacy Cirne disse...

Ué, será que esqueci de clicar em "publicar o comentário", quando o fiz? Nem me lembro mais o que dizia, só sei que expressava o meu gostar, já que me parece um "auto-retrato" bastante verdadeiro, embora só a conheça através da escrita. Não citava Novalis, o que faço agora: "Quanto mais poético, mais verdadeiro". Um beijo.

Marceleza disse...

Compôr um Auto-retrato já é por demais corajoso, ainda mais refletindo-se no espelho da propria poesia. quanta gente se esconde atrás de metáforas?! E qndo vc diz: "intensidade assumida". Eu penso no mundo de intensidades fingidas, e fico feliz de encontrar com poetas que mostram sua "cara". Lindo.

Edson Marques disse...

Fernanda,

teu verbo é sempre auto-escancarado!

Deliciosamente.

Hoje eu falo do meu maior amor: gostaria da tua crítica!


Abraços, flores, estrelas.

Ricardo Rayol disse...

fiquei sem palavras, um auto retrato muito muito intenso. Tens alegria e uns belos olhos.

Juliana Cintra disse...

auto-retrato...
auto-conhecimento...

Alta necessidade...

bjux mtos.

Wagner Bezerra Pontes disse...

abre-te verde-oliva =D

abraço!

Palavras de um mundo incerto disse...

Essa guria aí eu conheço!

Nas suas escritas sinto uma personalidade forte. Muito verdadeira! Adoro isso! E ela aí na foto, adorei.

Bjos guria!

Marcos Ster