quinta-feira, 25 de outubro de 2007

O Passista



Desatina no samba louco

feito pro teu gingar



Desafina no ritmo composto

pra ti ver bailar



Sou poeta ensandecida

nas passarelas de tuas curvas



Tu, estrada de desvario

pro destino de meus versos






Imagem: Piort Kowalik

12 comentários:

Erika disse...

as estradas e as curvas são eternas inspirações, não?

beijos

Léo disse...

Adorei, seu blog, o Prosa depois vou dar uma passadinha lá também...

Obrigado pela visita, volte sempre...

Beijoooosss

Gustavo Chaves disse...

as estradas... curvas, muito bem trbalhadas, vc gosta destas imagens né?!

sandra camurça disse...

Menina, adorei! :D
Beijos.

sandra camurça disse...

Ah, também gostei da clareada no blogue.

Jens disse...

Oi Fê.
Vim aqui tomar a minha dose diária de delicadeza e sensibilidade na veia. Agora estou melhor.
Um beijo.

ACANTHA disse...

FERNANDA!!!!!!!! Mandei um e-mail para o yahoo sobre sua postagem no controversos. Vc. pode ler? O comentário sobre esta postagem, faço depois, viu? Bj!

Vieira Calado disse...

Óla, amiga!
Continue com essa poesia na veia.
Beijinhos do outro lado do mar.

R Lima disse...

O que desatina de fato.. alinha-se muito bem ao seu pensamento.

Simples, natural e extremamente sagaz.

Bjs e boa noite,





Vá lá no AveSSo vê um clip que promete polêmica...


Texto de hoje: Não Escute o Vaticano...

Visite e Comente... http://oavessodavida.blogspot.com/

O AveSSo dA ViDa - um blog onde os relatos são fictícios e, por vezes, bem reais...

ACANTHA disse...

Poeta ensandecida de versos tocantes, FERNANDA...

alex sens disse...

ei, eu quero mergulhar de cabeça nesse destino bom :) tá lindo aqui tudo branco!

beijo!

Pena disse...

Simpática Poeta Grande e Amiga:
Um ritmo poético muito terno e belo ao som de um desafinado bailar.
Uma deslumbrante e sentida Alma poética, enorme. Gigantesca. Profunda!
Beijinhos de amizade, estima e consideração pelo que representa.

pena