domingo, 23 de setembro de 2007

Confesso


Recomeço antes do fim.

Estendo os passos na ânsia de voltar para seguir
Alugo carros velozes e desatino na estrada
sinuosa que é meu caminho
Crio atalhos onde só existem espinhos

Reflito para não ficar
retida na alienação de só gostar
daquilo que ao meu alcance está
Almejo tudo que hei de encontrar

Nado por rios densos, sem pontes
Convido eu mesma a atravessar
Indago ao pensamento como querer
não só o que se tem, mas o que se pode obter

Zênite é meu objetivo!

Quero ir além do que vivo
Altas braçadas no mundo, largas pernadas na vida
Surjo das cinzas e sempre hei de voltar

Fênix, a contemplar.




Imagem: Helena Margarida Pires de Sousa

14 comentários:

AcidoCloridrix disse...

Lindo,,, lindoooo,,, confesso que estou imprecionado ctg,,, parabéns!!! Beijooo,,, HCL

Erika disse...

seu poema me lembrou um fado...lindo que eu ouvia com a minha avó...

beijos Fe.. ótimo dia

Auíri Au disse...

"..só gostar
daquilo que ao meu alcance está.."

Ultrapasse seus limites,
se liberte das grades que te deixa restrita aos seus sentimentos, as suas sensações, os seus prazeres...

Tudo é seu até o mundo!!


Paz


Auíri Au

Ácido Poético disse...

Muito bom! Cinzas nada, muita cor!
Fênix!

Beijo beijo
Brunø

Ricardo Rayol disse...

uma cadencia deliciosa.

Poliedro disse...

De certeza que a ansiada busca do objectivo será concretizada.
Tem um imenso domínio sobre as palavras que espressa deliciosamente ao sabor do deslizar da pena.
Sinceramente, penso que é talento.
Muito!
Obrigado pela visita terna e doce com que me contemplou.
Sempre a lê-la com agrado e encanto.
Beijos de estima e respeito
pena

Jens disse...

Recomeçar, sempre. Bravo!

benechaves disse...

Fernanda: é uma confissão onde a prosa e a poesia se mesclam para clamar e aclamar teus desejos.

Um beijo de carinho...

Van disse...

Lindo!
Estou me repetindo?
Estou, né?
Fazer o quê?
É tudo lindo por aqui.
E Pronto!

Beijucas

ro druhens disse...

já to cansada de dizer que é tudo LINDOOOOOOOOO, não vou dizer mais nada!!! beijo

Juliana Cintra disse...

Aiii ameiii, principalmente o final ehehehe....
Sempre Fênix, sempre ressurja de suas vidas, de seus momentos, de seus erros, de seus acertos, fique em constante transformação para o alcance de seus objetivos Fer!
Lindooo....

bjux Fênix.

Edson Marques disse...

Fernanda,

Como sempre, um belo poema!

Obrigado pela visita e pelos comentários.

Estava tudo maravilhosamente bem.
O blog MUDE é o mais visitado do weblogger:
Quase 300.000 acessos; cerca de 400 visitas por dia.
Ou seja, tudo perfeito para continuar assim.
Acontece que é preciso mudar...
Aliás, eu proponho que toda relação deve acabar no Pico.
Então resolvi levar meus corações para uma nova geografia.
Mudei.
Na verdade, um breve salto profundo.
E agora estou escrevendo no http://www.mude.blogspot.com
Se puder, venha dançar no arco-íris da casa nova.
Abraços, flores, estrelas..
.

AcidoCloridrix disse...

Confesso que gostaria da tua colaboração no tema actual no nosso dicionário do sexo na letra “J” – Jogos Sexuais. Além dum simples comentário, o desafio será que nos dêem “dicas” e ideias para esses mesmos “jogos sexuais”, quer por experiência própria ou por fantasias nesse domínio. Agradeço a colaboração em: http://sexohumorprazer.blogspot.com/2007/09/dicionrio-do-sexo-em-debate-letra-i.html HCL

Palavras de um mundo incerto disse...

Fênix

O outro lado será que é o recomeço?

AS REVOLTAS DE NOSSA NATUREZA DEMOSTRA BEM ISSO.

TANTO A NATUREZA DO PLANETA, COMO A ORIGEM DO HOMEM.

bOM FINDE!

bJOS!

Marcos Ster