domingo, 9 de setembro de 2007

Ainda resta algo


Ainda que na canção
reste apenas uma gota de alegria,
verei teu rosto.
Nada atravessa mais minha loucura,
me rasga o desejo que as
noites insones que sonhei contigo.
Mesmo que o badalar do sino seja triste,
resquícios de mim e de ti ouvirei nele.
Retalhos de uma noite com luar,
anjos vermelhos a nos provocar.
Velhos sonhos, novos dias, antigas melodias
e sempre eu aqui, querendo dedilhar os versos
líricos de um amor que não se diz,

porque não quer.

10 comentários:

Moacy Cirne disse...

"Um amor que não se diz/ porque não quer": nestes versos finais o poema se revela por inteiro, com sua tristeza, com sua loucura. Beijos.

Adão Flehr disse...

Desejo que o amor seja dito e desejado!
Agradeço ao carinho de tua indicação!

Beijos

Osc@r Luiz disse...

Basta que se queira dizer e todo o contexto muda.
A tristeza perde o sentido e o mundo se colore de alegrias novamente.
Será que é tão dificil assim dizer?
Beijo, e uma excelente semana!

ro druhens disse...

Que bonito!!! Muito agradecida pela indicação, me desculpe por interromper a corrente, mas meus linkados têm aquelas frescuras, sacumé? Beijo e o ControVersos tá pronto, pode divulgar

Thais G. disse...

e sempre eu aqui, querendo dedilhar os versos
líricos de um amor que não se diz,

lindo esse trecho...

mudando de assunto, não serás mutilada já que latim é lingua morta
rsrsr

abraços querida!
estarei te linkando!

Ricardo Rayol disse...

Isso que é amor enrustido. Esmagado no peito e sufocado por angústias indescritíveis... muito bom

Poliedro disse...

Minha Amiga:
Uma forma subtil, requintada e doce de poetisar o amor e o desejo desse amor.
Tem um enorme talento e Alma poética de sentir a vida com emoção e encanto.

Abraço amigo

pena

Edson Marques disse...

Fernanda,


Você consegue dizer todos os versos de qualquer amor que não se diz!


Abraços, flores, estrelas..

.

Marcelo F. Carvalho disse...

Moacy foi certeiro: "Um amor que não se diz/ porque não quer". Esta passagem é a luz da sua construção, lindamente escrita.
________________
Abraço forte!

Luiz Lailo disse...

Esses versos dão uma canção. Nem é preciso algum esforço. Basta secundar a inspiração do autor.