quinta-feira, 23 de agosto de 2007

Luxúria


Goza

um louco jato de tintas

que pinta o mundo

de vermelho-paixão

e tinge minha luxúria

de saciedade.



Essa poesia já foi postada, mas poucos leram. Resolvi colocar novamente para a apreciação de vocês.

19 comentários:

Adão Flehr disse...

Fernanda,

Obrigado por sua visita!

Como não voltar aqui? Estou lendo-te aos poucos... ri(maria) é um primor... e teus versos ressonam aos meus ouvidos!!

E que a lúxuria seja saciada apenas por um breve momento!

beijos,

Erika disse...

Precisa e perfeita.

Beijo

Marcelo Cantalice Dias disse...

Já cedo injetando um doce pecado poético em nossas veias...
O pecado quando bem executado, quando não prejudica os outros, quando nos faz bem...vale a pena!
Beijos

Moacy Cirne disse...

Vermelhogozo, vermelhopaixão, vermelhofoto, vermelhotesão:
tudo é luxúria e poesia, aqui. Um beijo.

Viktor Navorsky disse...

Luxúria.. vermelho, paixão.. tintas... breve porém muito cheio de sentimento e paixão. Gostei.

André L. Soares disse...

Bom dia! Se não comentaram deve ter sido por mera distração. Lindo poema. Poucas palavras dizendo muito, de modo belo e instigante. Grande abraço, Poetisa!

Edson Marques disse...

Fernanda,

Você tinge de vermelho a insaciedade da própria Luxúria!


Hoje deixei um "tema" diferente, e gostaria que você comentasse.


Abraços, flores, estrelas..

.

Bion disse...

Uau!

Tirou meu fôlego numa só lida. rs

beijos!!

Bina Goldrajch disse...

Ui...
"saciedade"

palavra perfeita, não?

Abraços!!

benechaves disse...

Eita, eita, que imagem sensual e luxuriante! E o poema é um gozo e tesão em vermelho, farto de inquietudes.
Olha: mandei outra mensagem. Mas deixo aqui o meu email: benechaves@digizap.com.br Ok? No caso de vc não receber pode escrever pra mim que eu responderei. E se receber, tudo bem.

Um beijo saciado...

Flávio A disse...

e que bom que vc colocou novamente. preciso e perfeito, muito bom.

Priscilla Pontes disse...

pequena e precisa
masi belos versos como sempre ^^
meu último post agora dei mais uma arriscada de poeta agora, mas claro que meus versos não tem a profundidade dos seus...não tenho nem essa pretensão ^^

Bjos.

Natália Nunes disse...

Ui!
Adorei isso!

Gosto da maneira delicada como vc lida com temas fortes, nada sai vulgar nem demasiado grave. Tudo na medida duma leveza só sua.

Bjo!

Eu-Alguem. disse...

Luxúria...
A dor do prazer!

=]

Té!
;**

Rafael disse...

Sem palavras pra descrever essa imagem... ;o
muito perfeita!
E o poema não deixa nada a desejar.
Ótimo post! ;]

Luan Iglesias disse...

Curto, mas fatal. A típico de meu gosto.

Saudações estrelares!

sandra camurça disse...

Ulalá! Botou pra f...rs.
Adorei! Mas o que é que tá acontecendo na blogosfera? Acabei de vir do blogue da Acantha e li o poema dela "lascívia". Tudo tá cheirando a sexo e gozo. Maravilha!
Beijos.

Palavras de um mundo incerto disse...

O bem e o mal.
A vida e a morte.
A riqueza e a pobreza.

Tudo isso resumido no gostos e desgostos. Viver.

Bjos e uma boa semana!

Marcos Ster

Jens disse...

Uau. Vermelho é a cor do amor. E da paixão.