segunda-feira, 13 de agosto de 2007

O meu amor






Aos meus filhos, João Marcelo e Murilo



Ainda que todos os amores se percam infinitas vezes

nas tormentas da vida,

meu amor sobreviverá.

Por ele arranco das pedras a seiva da natalidade.

Organizo tudo ao meu redor.

Tantas oscilações que por mim se anteveja,

pronta estarei para resguardá-lo.

No meu ventre,

ainda existe traços do meu amor.

Carnal, visceral.

Ele vem de dentro mesmo!

Início de uma nova vida em mim.

Para mim.

Artimanha do destino que só me fez bem.

De tudo que fiz,

o meu amor foi a melhor obra.

O meu amor é loiro,

moreno,

cabelos lisos

e cacheados.

Sorri de tal forma...

Ilumina qualquer escuridão!

Um sentimento indizível...

Algo fora do comum.

Amor de amar.

Amor para amar.

Minhas crias,

meus filhos.

Orgulho de meu caminhar.

Rumo para eu me encontrar.

16 comentários:

benechaves disse...

Oi, amiga: o nosso amor é a melhor obra da vida. Lógico que sim. E vc 'dilacera' o mesmo em multiplicidades diversas. É cortante, subjetivo.
Muito grato pelas visitas sempre simpáticas e assíduas.

Um beijo objetivo...

Viktor Navorsky disse...

A dádiva da maternidade.. acho isso muito bonito e admiro muito as mulheres que nascem com esse dom...porque por 1 filho no mundo eh facil, dificil eh cria-lo como se deve..

bju e boa semana

Moacy Cirne disse...

Gostei do seu novo visual, assim como do poema, afinal as "artimanhas do destino" são sempre estimulantes. Mas a foto sapecada do blogue da Hérika não apareceu no meu monitor. Tentarei mais tarde. Um beijo

Fernanda Passos disse...

Moacy, a outra foto estava dando problemas mesmo. Infelizmente tive que trocar. Obrigada pelo alerta.
Bjs.

Natália Nunes disse...

Acho q esse é o tipo do amor q há q se experimentar para dar testemunho dele, nada de elocubrações sem o empirismo rs.

Bjos!

Bion disse...

Amor que parece até amor de novela... rs

Gostei do novo visual do blog !

bjsss

Como foi de final de semana, dia dos pais??

ro druhens disse...

Lindo, como sempre e ficou belo o novo visual, mto belo. Beijo

_KaRi_ disse...

Oi, te achei no blog de Pricilla(um blog amador) e resolvi dar uma passadinha.

Acho que não existe nada mais lindo que o amor de uma mãe!
Noto que elas amam "só por" amar, e fazem de tudo pelos seus amados. E claro, o amor de um filho também é algo bonito! Amo demais a minha mãe, mas sonho com meus futuros filhos...

Gostei daqui, vou voltar, tá?
Abraços
Kari

Moacy Cirne disse...

Agora, sim. Tudo bem. Um abraço.

Marcelo Cantalice Dias disse...

Tô sem tempo de escrever...
Muito trabalho...mudanças no trabalho...
Preparação para casamento...
Uma loucura só!!!
Ah...
O poema ficou lindo!1
Amor materno é o que há de melhor!!!
Adorei!

Edson Marques disse...

Fernanda,


Belíssimo novo layout!


Poema perfeito!


Abraços, flores, estrelas...

Erika disse...

Que coisa mais linda o poema.. a figura.. o amor derramado nas letras...

Que lindo o template novo.

Beijos

R Lima disse...

Amor de mãe aos filhos queridos... não há nada de mais sincero.

Parabéns!!!



[ http://oavessodavida.blogspot.com/ ]

O AveSSo dA ViDa - um blog onde os relatos são fictícios e, por vezes, bem reais...

Márcio disse...

Como é? Você tem dois filhos?

Marcelo F. Carvalho disse...

Visual novo e lindo! Poema amoroso para os seus filhos (e os de todos nós!).
__________________----
Abraço forte!

Maria Regina disse...

Fernanda, lindo seu poema e sua declaração de amor a seus filhos. O seu poema me inspirou, e tomei a liberdade de fazer o mesmo para meu filho Davi no meu blog.
Os poemas nos inspiram, amiga poetiza! E fazer aparecer o que de mais belo há em nós!

Um beijo
Regina