sábado, 11 de agosto de 2007

Acordes Dissonantes




Ouço as melodias que saem de teus acordes


[...]


Sussurro cantos inéditos que alcançam teus passos onde estiveres

Murmuro palavras indescritíveis aos restos dos mortais

Solto a voz e pergunto em que rumo tu estás


Na direção do vento que assola montanhas?

Atrás de quimeras trazidas pelas asas da esperança?


Sei que, de longe, minhas mãos afagam teus cabelos

O teu ritmo é dionisíaco, inebriante, insensato, louco

Artimanhas fazes para cantar e encantar


O meu ritmo é teu compasso

Danço na tua poesia, soletro tuas melodias

dedilho as cordas de teu violão


O que fazes para descobrir os segredos que trago em mim?



Lê meus olhos e eles te dirão com um verde sorriso.


Haverá algo mais profundo que um sorriso do olhar?


O olhar falante de uma poeta nômade é capaz de suportar desertos e mares.

Abarca as estrelas.

Diz coisas profanas, santas, castas, indecentes.


O que sentes?

O farfalhar de meus cabelos entre teus dedos?

Carícias feitas por idílicas mãos a te tocar?


Entrega-te aos meus sorrisos, às minhas gargalhadas.

Um e outra.

Esses sim, poderão te alcançar.

13 comentários:

sandra camurça disse...

Menina! Você produz pra caramba. E muito bem. Já eu sou tão preguiçosa...rsrs.

Beijos e bom final de semana pra ti.

Carlos E. Nunes disse...

Daqui do RJ me deliciando entre as palavras de uma maranhense...

Parabés pelo seu blog.

FORÇA SEMPRE!

Carlos Eduardo

Erika disse...

É incrível como as letrinhas passeiam fáceis por entre seus lápis, Fernanda.

Beijo

Juliana Cintra disse...

Nossaaaa...
vc manda muito bem Fer...
uau, to passada haahahaa..
vc sente as palavras de uma maneira mto forte, intensa...conseguindo expressá-las absurdamente, ardentemente...tocando a minha alma..

LINDO POR DEMAIS!

O profundo do olhar é mto significativo para a Alma...

Me sinto uma germinante!

bjux na Alma!
.

Ju.

Priscilla Pontes disse...

nossa mais um poema brilhante e eu que me sinto como numa fonte a embebedar dessas águas poéticas...que transcendem o ser, que atingem o espírito...

Brilhantes palavras!

Parabéns!

Ro Druhens disse...

Sabe uma coisa com a qual sempre impliquei? é isso de chamar mulher de poeta, acho meio machista, mesmo eu não sendo feminista pois considero o feminismo apenas o feminino do dito machismo. Mas eu gosto mesmo é de poetisa e vc é!!!Beijo

Auíri Au disse...

OI linda joia???
tava com saudades das suas palavras, em um ritmo DISSONATE rsrs
beijos

luz e amor



Auíri Au

Flávio A disse...

"Na direção do vento que assola montanhas?

Atrás de quimeras trazidas pelas asas da esperança?"

gosto muito das suas rimas. elas me surpreendem, me pegam de surpresa, e eu me apaixono. muito bom :)

Edson Marques disse...

Alcançando teus sorrisos e gargalhadas.


Abraços, flores, estrelas...

José Manuel Dias disse...

...sincronicidade...

Perdição disse...

"A poesia sopra onde quer"
(Murilo Mendes)


Tá lindo....continue escrevendo poesia sempre! Parabéns!

Fernanda disse...

Que palavras lindas!

Adorei seu blog, xará. Voltarei sempre aqui.

Valeu pela visita.

Bjoss

Ricardo Rayol disse...

Incrivelmente belo. Adorei.